Header Ads

Nova atualização sobre o Atari VCS revela mais detalhes sobre o sistema operacional do console


A equipe por trás do Atari VCS, o próximo console da Atari baseado no Linux, publicou nesta quinta-feira (22) mais uma nova atualização sobre o progresso que está sendo feito pelos engenheiros por trás dos bastidores. Desta vez, foram revelados alguns detalhes sobre os trabalhos que foram realizados para a criação do Atari OS, o sistema operacional do videogame.

Para fazer a nova publicação, a equipe usou como referência algumas anotações de Rob Wyatt, o arquiteto de sistemas do Atari VCS que anteriormente trabalhou, por exemplo, no Xbox, DirectX, PlayStation 3 e na desenvolvedora de jogos Insomniac Games. Além disso, também existem alguns detalhes sobre o que os engenheiros estão fazendo atualmente com o sistema operacional e alguns deles são bastante interessantes.

O post detalha o plano de suportar tantas APIs quanto possível. No entanto, todo o trabalho em torno do Atari OS parece estar no início, embora já exista suporte para áudio via ALSA, para dispositivos USB nas portas USB2 ou USB3 e aparentemente a renderização com o OpenGL e Vulkan já está funcionando. O objetivo atual é fazer com que todo o material da Atari não ocupe mais de 1 GB de armazenamento, deixando o restante para os usuários.


"Os aplicativos precisarão ser escritos para a nossa plataforma, a maneira como eles são renderizados na tela será diferente do Linux normal, mas isso é tudo sobre detalhes e aplicativos de baixo nível. Do ponto de vista de um desenvolvedor, ele [o Atari OS] suportará o máximo de APIs padrão possível, pois os gráficos suportarão OpenGL e Vulkan, além de oferecer suporte à renderização de buffer de comando de hardware para pessoas que queiram ir até lá. Você não pode ter um console sem acesso ao hardware!", disse Rob Wyatt.

Suporte para outros sistemas operacionais

Ao que tudo indica, embora o console permita a inicialização de distribuições Linux convencionais, não será possível, por exemplo, instalar o Ubuntu ou qualquer outra coisa diretamente no videogame. Em vez disso, parece que será necessário executar o segundo sistema operacional de um unidade USB.

"Se você conectar uma unidade USB externa inicializável, o nosso hypervisor inicializará a partir dele, caso contrário, inicializará o sistema operacional interno da Atari. Isso mantém os dois sistemas operacionais completamente separados e facilita muito o suporte a vários sistemas operacionais; não há risco de o armazenamento interno ser corrompido por outro sistema operacional", diz a postagem.

A Atari eventualmente lançará códigos de exemplo mostrando exatamente como fazer isso. Mas para chegar a esse estágio, será necessário primeiro que os engenheiros concluam o sistema operacional do console.

"Qual é o próximo passo? Queremos anunciar um projeto de código aberto baseado no Linux e encorajar nossos apoiadores, fãs e partes interessadas a nos ajudar com algo que realmente fará parte do sistema operacional do Atari VCS. Mais sobre isso em breve."

Para mais detalhes, não deixe de conferir a postagem completa da equipe do Atari VCS publicada no Medium, clicando aqui.


FONTE: GamingOnLinux | Atari VCS/Medium
Comentários




Tecnologia do Blogger.